antonio-neto-revisao-reforma-trabalhista-e-avanco

Artigo: Revisar a Reforma Trabalhista não é “atraso”, é avanço civilizatório

Os defensores da Reforma Trabalhista de Michel Temer estão chamando quem se coloca a favor da revisão como “atrasado”.  

Essa turma acha moderno uma reforma que colocou gestante para trabalhar em local insalubre, que possibilita trabalhador ganhar menos que um salário mínimo, que enfraquece a negociação coletiva, que asfixia sindicato, que permite fraudes na homologação e que autoriza “in pejus” contra os trabalhadores – rasgando a legislação construída pelos próprios congressistas.  

Estão agindo, de forma coordenada, neoliberais e bolsonaristas para defender o indefensável.  

A Reforma Trabalhista NÃO gerou empregos. A renda média do trabalhador brasileiro despencou. A informalidade explodiu. E os direitos trabalhistas são rasgados todos os dias por patrões sócios desse consórcio.

O ideal é a revogação completa da Reforma Trabalhista. 

E a partir da legislação anterior, fazermos uma reforma que, de fato, responda aos novos modelos de trabalho e as necessidades reais dos trabalhadores e do setor produtivo. Garantindo a proteção dos trabalhadores e segurança jurídica para quem respeita a legislação. 

É urgente que o governo Lula dê uma resposta dura aos defensores dessa barbárie que foi a Reforma Trabalhista. Ou se dá uma resposta contundente, ou daqui a pouca essa gente propõe a revogação da Lei Áurea! 

Por Antonio Neto, presidente nacional da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

*Foto: Ricardo Stuckert

Veja também: Antonio Neto pede ‘revogaço’ da Reforma Trabalhista em reunião de centrais com Lula

Compartilhe:

Leia mais
Anea denuncia Ifood Nicolas Souza
Aliança de Entregadores apresenta denúncia contra Ifood por violação de direitos humanos
rodoviários pelotas assembleia expresso embaixador
Rodoviários de Pelotas: funcionários da Expresso Embaixador discutem flexibilização da CCT
Sindplay Sindpd Sindimais
Projeto de qualificação profissional do Sindpd-SP é finalista do prêmio SindiMais; confira
agenda jurídica das centrais sindicais no stf 2024
Centrais lançam guia de ações relevantes para os trabalhadores em tramitação no STF
Pauta da Classe Trabalhadora 2024
Centrais atualizam Pauta da Classe Trabalhadora e estabelecem prioridades para próximos anos
enchente porto alegre propostas centrais
Centrais elaboram propostas para enfrentar crise no RS e de prevenção a futuras catástrofes
manifestação 22 de maio Brasília
Sindicatos de todo o país vão a Brasília para ato em defesa da Pauta da Classe Trabalhadora
CSB no Grito da Terra 2024
Mais de 10 mil agricultores familiares participam do 24ª Grito da Terra em Brasília
Greve metalurgicos renault
Centrais sindicais dão apoio à greve dos metalúrgicos da Renault no Brasil
Campanha CSB-RS doações locais isolados
CSB-RS faz campanha para atender locais isolados atingidos pelas enchentes