gt-da-convencao-151-da-oit-direito-de-greve-dos-servidores-400x255-1

GT da Convenção 151 da OIT discute proposta sobre direito de greve dos servidores

Na última terça-feira (12), em Brasília (DF), ocorreu mais uma reunião do Grupo de Trabalho da Convenção 151 da OIT, que contou com a presença de Aires Ribeiro, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Municipais (CSPM), e Flávio Werneck, diretor da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), que são vice-presidentes da CSB e representam a central no grupo.

No encontro, a bancada sindical fez uma análise da proposta apresentada pelo governo, especialmente em relação à regulamentação da greve no serviço público. A Convenção 151 versa sobre os direitos sindicais dos trabalhadores da administração pública, incluindo o direito de greve.

O governo argumentou que sua proposta visa garantir a continuidade dos serviços essenciais à sociedade, ao mesmo tempo que mantém o direito à livre manifestação dos servidores. Os sindicalistas também haviam apresentado um texto, então foi feito um comparativo entre as propostas.

“Esse é o momento de seguirmos no debate para fecharmos a melhor proposta possível, sobre a regulamentação do direito de greve, dando voz às demandas dos servidores, a fim de compreendermos as particularidades de cada carreira e seus anseios, ao mesmo tempo em que é de nossa responsabilidade garantir o atendimento da população”, afirmou o secretário de Relações de Trabalho do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, José Lopez Feijóo.

A bancada sindical sugeriu também a realização de uma reunião extraordinária para discutir especificamente as greves dos servidores da segurança pública, com a participação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o que foi acatado pelo governo.

“Estou confiante de que conquistas significativas estão à vista”, avaliou Aires Ribeiro. “A proposta apresentada pelo governo federal é um passo importante, e estamos comprometidos em garantir que ela reflita verdadeiramente os interesses e direitos do funcionalismo público municipal”, concluiu.

A expectativa é de que as discussões sejam encerradas ainda este mês. Foram marcados encontros da Câmara Técnica nos dias 15 e 22 de março e uma reunião preparatória da bancada sindical no DIEESE, seguida pela 11ª rodada do GT da Convenção 151, no dia 26 de março.

Relacionada: Negociação para regulamentar Convenção 151 da OIT avança no Grupo de Trabalho

Compartilhe:

Leia mais
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende fortalecimento dos sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas (RS) começam a negociar acordos em novo cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra
carteira vazia contas a pagar salário mínimo
Salário mínimo no BR é menos da metade do valor necessário para garantir vida digna
reajuste salarial TI Paraná
Trabalhadores de TI do Paraná terão 5% de aumento salarial; veja pisos de cada função
assembleia feserp mg
Feserp-MG convoca sindicatos para assembleia de reformulação do estatuto
instrutor de yoga entra na cbo
Ufólogo, instrutor de yoga e outras 17 ocupações são incluídas na CBO