CSB receberá equipe da Federação Sindical Mundial para seminário em São Paulo

A Federação Sindical Mundial (FSM) inicia uma série de agendas em São Paulo no fim desta semana. A entidade vai reunir seu Conselho Presidencial, inaugurar seu escritório no Brasil e ministrar um seminário nos próximos dias.

A primeira atividade será na sexta-feira, dia 1º de março, no hotel Grand Villagio, para a reunião do conselho da FSM, que atualmente é presidido pelo sul-africano Mzwandile Makwayiba. O cipriota Pambis Kyritsis, secretário-geral (mais alto cargo) da entidade, também deve comparecer.

O presidente da CSB, Antonio Neto, foi o primeiro secretário-geral brasileiro da FSM e encontrou com o atual ocupante do posto na conferência da OIT do ano passado, quando o presenteou com uma cópia da obra que Pablo Picasso fez para a FSM em 1955, em homenagem aos dez anos da entidade.

Ainda em 1º de março, será realizada a inauguração do escritório da FSM no Brasil, que funcionará na sede da CTB.

Já na próxima segunda-feira, 4 de março, será a vez da CSB receber a equipe da FSM na sede do Sindpd-SP, Sindicato dos Trabalhadores de Tecnologia da Informação de São Paulo, também presidido por Antonio Neto.

Na ocasião, a Federação vai ministrar o Seminário Internacional “A Crise do Capitalismo e seus Impactos na Organização Sindical e no Trabalho”, em parceria com a CSB, a CTB, a Nova Central, a UST, a UC e a Intersindical. O seminário está marcado para as 9h.

Sobre a Federação Sindical Mundial

A Federação Sindical Mundial foi fundada em 3 de outubro de 1945, como uma resposta à necessidade de uma organização sindical internacional que representasse os interesses dos trabalhadores em todo o mundo após a Segunda Guerra Mundial.

Desde então, a FSM tem sido ativa na defesa dos direitos dos trabalhadores em todo o mundo, organizando campanhas e mobilizações em questões como salários dignos, condições de trabalho seguras, direitos sindicais e solidariedade internacional.

A FSM frequentemente participa de conferências e fóruns internacionais para discutir questões relacionadas ao trabalho e aos direitos humanos. Isso inclui participação em eventos da Organização Internacional do Trabalho (OIT), das Nações Unidas e outros fóruns internacionais.

A entidade também tem o objetivo de promover a solidariedade internacional entre os trabalhadores de diferentes países e continentes, apoiando movimentos de libertação nacional, sindicatos em luta e causas humanitárias em todo o mundo.

Leia também: Presidente da CSB denuncia big techs no Brasil em encontro com diretor-geral da OIT

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores