CSB vai ao STF para garantir ‘lei da hereditariedade’ a taxistas

Na noite desta segunda-feira, 9, o vereador de fortaleza e dirigente sindical, Moura Taxista, esteve em Brasília com o Dr. João Batista, advogado do Sinditaxi-CE, para tratar de assuntos de interesse da categoria com o ministro do STF, Gilmar Mendes.
Na oportunidade, foi entregue um requerimento solicitando que o ministro faça uma análise sobre a ADI 5337 que tramita no Supremo, onde trata da hereditariedade da permissão da vaga de táxi e a transferência para terceiros.
“A lei da hereditariedade foi uma grande conquista da CSB e dos taxistas e agora mais uma vez seguimos atuando junto da categoria  para garantir esse direito básico desses profissionais.” afirmou o presidente da CSB, Antonio Neto.
Foi solicitado ao ministro Gilmar Mendes que levasse em consideração a Lei 12.468 que regulamentou a profissão de taxista e garantiu a transferência da vaga para terceiros, desde que obedecidos os critérios dos municípios, assim como a hereditariedade da permissão de táxi, obtida por meio de lei na época da presidente Dilma Rousseff.
“Isso é decisivo para a vida dos taxistas. Colocamos a questão social, onde perdemos inúmeros guerreiros e guerreiras durante a pandemia e que hoje as viúvas e viúvos em uma grande quantidade de municípios do Brasil estão com seus carros parados sem que os municípios reconheçam a hereditariedade da família.” afirmou Moura.
A situação é muito semelhante ao das empresas de ônibus. Com a morte do empresário, a família continua explorando o serviço. O mesmo é observado na concessão das televisões.
Entendemos assim não ser justo o profissional taxista que apenas tem o direito de possuir uma vaga em seu CPF, ao falecer o titular da mesma, a família tenha que devolvê-la à prefeitura para que o órgão licite novamente. Enquanto isso, a família do taxista passará por necessidades.
O advogado, Dr. João Batista, colocou que não há nenhum tipo de violação a qualquer princípio constitucional no que se refere à transferência a terceiros ou através da hereditariedade.
O ministro foi muito atencioso e informou que irá analisar as ponderações feitas pelo Sinditaxi-CE. Cabe a nós taxistas aguardarmos o parecer final do STF.
“Estamos confiantes que após a audiência de hoje, poderemos obter um bom resultado com essa ação que irá beneficiar os taxistas do Ceará e do Brasil!” completou o vereador.

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"