Central dos Sindicatos Brasileiros

Iniciativa propõe resistência ao desmonte da Seguridade Social na América Latina

Iniciativa propõe resistência ao desmonte da Seguridade Social na América Latina

Fórum Latino-americano em Defesa da Seguridade Social nasceu durante 1ª Jornada Internacional em Defesa da Previdência Social, em Porto Alegre, organizada pela CSB RS

A 1ª Jornada Internacional em Defesa da Previdência Social, organizado pela Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), em Porto Alegre, na última sexta-feira (12), além de debater a importância de manter o sistema de Previdência de forma social, também foi o pontapé inicial para o nascimento do Fórum Latino-americano em Defesa da Seguridade Social Pública e Solidária, que visa fazer resistência aos constantes avanços no desmonte promovidos pelo sistema financeiro.

Jornada internacional constrói base de luta pela Previdência Social em Porto Alegre

Segundo Sergio Arnoud, presidente da Seccional Rio Grande do Sul da CSB, que esteve à frente da organização do evento, o Fórum começa com a participação de Brasil, Argentina e Chile, mas deve se expandir para os outros países da América Latina e Caribe com ajuda do ISP e da CLATE.

De acordo com o dirigente, a reforma da Previdência, assim como a reforma trabalhista, é um fator global que busca entrada nos países latinos.

“Essas são questões globais que se abatem igualmente sobre todos os nossos países latino-americanos. Nessa onda, assim como a reforma trabalhista, que começou com o México e depois foi aplicada e está sendo discutida na Argentina, Equador e Peru, estamos sofrendo os impactos da tentativa de reforma da Previdência, que vem exatamente para esvaziar a Previdência Social com o mesmo discurso que foi adotado no Chile há 39 anos. Nesse cenário de desmonte internacional, nós entendemos que o capital está unido, e nós trabalhadores precisamos nos unir”, explicou Arnoud.

Além das entidades sindicais, o Fórum será formado também por outros grupos e organizações sociais jurídicas e parlamentares.

“Esse é um passo estratégico, no sentido de promover um trabalho conjunto de troca de experiências. Como, por exemplo, levar a realidade do Chile para todos os cantos, inclusive no Parlamento. A proposta do fórum avança para congregar não apenas organizações sindicais, mas também englobar os setores jurídicos, e contamos com apoio da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência para que a gente promova uma resistência ampla”, completou o presidente da CSB RS.

O lançamento oficial deve acontecer em maio, na Argentina. Lá serão organizados os pontos comuns da iniciativa, bem como a proposta de trabalho.

“A criança nasceu aqui em Porto Alegre, mas tomará forma quando for lançada oficialmente em Buenos Aires”, finalizou Arnoud.

Compartilhe!