4 Day Week: Saiba quais empresas vão testar semana de 4 dias de trabalho no Brasil

Quais empresas vão testar semana de 4 dias de trabalho no Brasil? – Um projeto que propõe o experimento da semana de quatro dias de trabalho foi lançado oficialmente na última quarta-feira (30) com empresas brasileiras de diversos segmentos já inscritas no experimento, que deve durar seis meses.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a brasileira Reconnect Happiness at Work com a organização 4 Day Week Global e o Boston College. No Brasil, 20 empresas participarão do projeto.

Relacionada: Teste da semana de 4 dias de trabalho no Brasil começa em setembro; entenda o projeto

O modelo é chamado 100:80:100, ou seja, manter 100% da produtividade usando apenas 80% do tempo, sem redução de salário. As companhias se inscreveram para o experimento e, agosto e passarão por um treinamento em setembro. O teste começa de verdade apenas em dezembro ou janeiro, variando a cada empresa.

O método tem o objetivo de diminuir o estresse dos trabalhadores e encontrar um equilíbrio entre a vida pessoal, profissional e financeira de cada um. Ao final do experimento, diversos aspectos serão avaliados. O método foi elaborado pela universidade norte-americana Boston College, que irá analisar os dados. Depois, cabe a cada empresa definir se irá seguir com a semana de quatro dias.

Empresas

Veja algumas das empresas que irão adotar a semana de quatro dias. Nem todas as participantes do projeto concordaram em ter os nomes divulgados.

  • Hospital Indianópolis;
  • Editora Mol;
  • Smart Duo (empresa especializada em projetos arquitetônicos);
  • Thanks for sharing (empresa de tecnologia especializada em conteúdo em vídeo e storytelling);
  • Oxygen (hub de conteúdos em inovação);
  • Haze Shift – Consultoria de Inovação e Transformação Digital;
  • GR Assessoria Contábil;
  • Alimentare (empresa de prestação de serviços em alimentação coletiva);
  • Ab Aeterno (estúdio de produção editorial);
  • Grupo Soma (do grupo dreams. Ar, que integra ar plan e rock in rio);
  • Brasil dos parafusos (atacado de materiais de construção);
  • Innuvem Consultoria (empresa que atua com provedores de soluções em cloud computing);
  • Inspira Tecnologia;
  • PN Comunicação Visual;
  • Clementino & Teixeira (escritório jurídico);
  • Plonge Consultoria;
  • Vockan.

Como funciona?

Encontros online para as empresas se familiarizarem com o projeto e com o planejamento proposto pela organização ocorrerão a partir desta terça-feira (5), onde as companhias contarão com assessoria jurídica e apresentação de pesquisas.

A partir de novembro, as empresas selecionadas para o projeto continuam com a jornada de trabalho de cinco dias por semana durante três meses de planejamento.

O tempo servirá para que as participantes definam sua estratégia para readequar para os quatro dias de trabalho semanais, definindo inclusive qual dia da semana será descartado como dia trabalhado.

De acordo com a Reconnect Happiness at Work, a redução para a semana de quatro dias começa após esse planejamento de três meses, provavelmente em dezembro ou janeiro. É só então que passam a valer os seis meses da experiência.

(Com informações de Terra)

Compartilhe:

Leia mais
mpt recomendação contadores contribuição sindicatos
Contador não pode incentivar oposição à contribuição sindical, orienta MPT
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto sobre Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto