Paraná parou para protestar contra reforma trabalhista e da Previdência

O Paraná também no dia 30 de junho protestar contra a reforma trabalhista e da Previdência. Milhares de trabalhadores foram ás ruas e participaram de atos e manifestações em Araucária, Cascavel, Curitiba, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá, Paranaguá, Paranavaí e Ponta Grossa. Algumas rodovias foram fechadas como as BR 476 e 153, na altura do município de General Carneiro.

Em Curitiba, desde cedo as centrais promoveram atos em porta de empresas localizada na Cidade Industrial de Curitiba e em São Jose dos Pinhais. Em algumas fábricas os funcionários paralisaram a produção durante toda manhã. Nenhuma agência bancária funcionou na capital. Os funcionários da Justiça do Trabalho também suspenderam o atendimento durante todo o dia.

Durante, o ato unitário das Centrais ocorrido na Boca Maldita em Curitiba, o presidente da Seccional da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) no Paraná, Agenor “Cacá” Pereira fez um balanço das mobilizações em todo o estado. Segundo ele, apesar de todas as dificuldades os sindicatos filiados participaram ativamente das mobilizações programadas pelas Centrais.

No ato unitário das Centrais em Curitiba, Cacá Pereira ressaltou a disposição de luta dos trabalhadores e a importância do movimento sindical permanecer unido e forte para continuar lutando contra as reformas que o Governo quer impor aos trabalhadores. “Nenhum trabalhador concorda com a proposta de reforma trabalhista e da previdência  porque elas são nefastas, vão retirar todos os nossos direitos conquistados nos últimos 50 anos. Essa reforma só favorece os detentores do capital”, disse.

Reconhecimento

O presidente Seccional da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) no Paraná, Cacá Pereira que é também vereador em Curitiba, foi citado várias vezes pela sua atuação na defesa dos servidores públicos municipais durante a tramitação e a votação do “Pacotaço”, um projeto polêmico da Prefeitura de Curitiba aprovado na Câmara de Vereadores no início desta semana.

O “Pacotaço” aprovado prevê entre outras coisas, o congelamento do plano de carreira dos servidores e mudanças do sistema previdenciário. “O presidente da CSB Paraná, Cacá Pereira que é também vereador ao lado da professora Josete, vereadora do PT foram os grande protagonistas e defensores dos direitos dos servidores públicos municipais na luta contra o Pacotaço do prefeito Rafael Greca”, disse em seu discurso a presidente da CUT-PR, Regina Cruz.

 

 

 

Compartilhe:

Leia mais
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores
Sindpd=SP ganha premio no Sindimais
Projeto do Sindpd-SP vence prêmio de Inovação no SindiMais 2024