WhatsApp-Image-2021-03-13-at-10.43.19

Entidades lançam vídeo contra a Reforma Administrativa

O material visa apontar os prejuízos que o sucateamento dos serviços público trará para a sociedade

A defesa dos serviços públicos do Brasil é uma pauta que vem mobilizando diversos setores da sociedade civil e da política. A luta se faz cada vez mais necessária à medida que a PEC 32, também conhecida como Reforma Administrativa, avança no Congresso Nacional. 

Dessa forma, a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público e a Aspal lançaram um vídeo para denunciar todas as contradições por trás da proposta, assim como os prejuízos que ela trará caso seja aprovada. Confira abaixo. 

Como foi exposto do vídeo, a Reforma Administrativa planejada pelo Governo Federal tem sido alvo de duras críticas pelo seu caráter sucateador e inconstitucional. Além de prejudicar os servidores e diminuir a qualidade de serviços essenciais à população, o projeto também expõe o funcionalismo aos mandos e desmandos de políticos, facilitando a corrupção. 

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), que sempre se pautou pela defesa da população brasileira e da soberania nacional, não deixou de participar e contribuir com essa luta. Dessa forma, foi criado um grupo de WhatsApp que visa aprimorar a organização dos trabalhadores contra o sucateamento dos serviços públicos. 

Para entrar e se organizar, clique aqui

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra