WhatsApp-Image-2020-09-17-at-11.37.47-1

Em defesa do Auxílio Emergencial, centrais sindicais lançam campanha nacional

O movimento reivindica a manutenção dos 600 reais até o fim do ano

É quase que consenso entre economistas e cientistas políticos que a situação econômica do país só não se agravou ainda mais graças ao Auxílio Emergencial, de 600 reais. A quantia conquistada pelos trabalhadores brasileiros não apenas garantiu a sua subsistência em meio a quarentena, mas permitiu que setores essenciais da economia permanecessem ativos. Porém Jair Bolsonaro e sua equipe resolveram ir na contramão de todos esses indicadores e, por meio da MP 1000, reduziram pela metade o valor do auxílio, e excluíram mais de 6 milhões de beneficiários.

Tamanha imprudência demanda mobilização e luta dos setores que tem preocupação com o povo e desenvolvimento do Brasil. Dessa forma, as centrais sindicais lançaram, a nível nacional, uma campanha que reivindica a manutenção do valor integral do Auxílio Emergencial, rechaçando a diminuição da quantia em 300 reais, como foi proposto pelo Governo Federal.

As formas de atuação vão desde a elaboração de um abaixo assinado, a fim de pressionar lideranças políticas a manter o valor integral do auxílio; até mesmo a solicitação de audiências com Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, presidentes da Câmara do Deputados e do Senado.

Estão presentes, construindo esse movimento, diversas instituições representantes dos trabalhadores brasileiros. Além da Central do Sindicatos Brasileiros (CSB), participam também a Pública, a CTB, a CUT, a Intersindical, a CSP Conlutas, a Nova Central, a UGT e a Força Sindical. Estava presente também o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Compartilhe:

Leia mais
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores
Sindpd=SP ganha premio no Sindimais
Projeto do Sindpd-SP vence prêmio de Inovação e Transformação Digital no SindiMais
protesto colete feminino vigilantes niteroi
Vigilantes de Niterói iniciam campanha por coletes apropiados para mulheres
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: novas tecnologias podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do PR na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT