Visita-Delegacias-13.04.15-Otto-Peyerl-8-e1429107569292

Diretoria visita delegacias e escuta queixas dos policiais

O sindicato tem o objetivo de dar prioridade à qualidade de vida no ambiente de trabalho do policial

Desde de sexta-feira da semana passada, 10, a diretoria do Sinpol tem realizado visitas sistemáticas às delegacias do DF. A iniciativa, que existe desde o ano passado, pretende abrir espaço para que os policiais exponham as dificuldades e problemas encontrados em cada unidade de trabalho.

“Ano passado visitamos várias delegacias, pouco depois de assumirmos a direção do sindicato. Agora, pudemos retomar essas visitas para ouvir as críticas, reclamações, sugestões dos policiais e aproximar a diretoria da base”, conta Rodrigo Franco, o Gaúcho, presidente do Sinpol.

Na sexta, a unidade visitada foi a 33ª DP, de Santa Maria. Os policiais relataram diversas dificuldades, inclusive de falta de materiais e instrumentos básicos de trabalho, como coletes de segurança e munição. Na última segunda, 13, mais duas unidades receberam a diretoria do sindicato, a 14ª DP do Gama e 27ª DP, que fica no Recanto das Emas.

Além disso, discutiram-se temas como a importância da criação de uma carreira administrativa na estrutura da Polícia Civil para otimizar o trabalho investigativo e não desviar os policiais de suas funções, a realocação de recursos humanos para as unidades, criação de regras claras para um concurso de remoção, a dinâmica de trabalho nos plantões e a reestruturação das carreiras.Ainda que cada delegacia tenha demandas características, alguns problemas aparecem em todas as discussões, como a urgência da nomeação dos novos policiais já formados pela Academia de Polícia Civil, as perdas salariais dos últimos anos e a necessidade imediata de reajuste do auxílio-saúde. O valor atual recebido pelos policiais está extremamente defasado e não atende às necessidades da categoria, cuja integridade física é fundamental para o exercício da atividade.

PLEITOS

Renato Rincon, vice-presidente do Sinpol, destaca que os problemas apresentados e discutidos nas visitas serão levados ao Governo. “Vamos encaminhar todos esses pleitos para a administração se posicionar. O sindicato não vai esquecer de dar prioridade à qualidade de vida no ambiente de trabalho do policial”, conta.Nesse sentido, as reuniões são especialmente importantes para que diretoria esmiúce os pleitos, as proposições legislativas, e as articulações do Sinpol junto ao executivo ao judiciário em prol dos policiais civis do DF. É essencial que a categoria saiba quais os passos que levaram à criação do PL 8078, que normativa a inclusão dos cargos da Polícia Civil como de nível superior, por exemplo. A criação do projeto é um passo chave rumo à reestruturação da Polícia Civil e está prestes a ser analisado pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados.

As visitas continuam até o dia 27 deste mês e a intenção é que gerem, além de discussões ricas e ideias de atuação para o sindicato, uma maior mobilização da categoria. “É preciso que haja confiança mútua entre a diretoria e a base e que os policiais percebam que só a pressão da categoria pode trazer resultados positivos para todos”, resume Gaúcho.

Também estiveram presentes nas visitas os diretores Paulo Roberto, secretário geral do sindicato, Andreia da Silva, diretora de formação sindical, Saulandre Morais, diretor de informática e Targine de Rezende, diretor jurídico do Sinpol.

CALENDÁRIO

As próximas visitas ocorrem na sexta, 17 de abril, quando serão visitadas as 17º DP e a 19º DP, às 14h e às 16h, respectivamente. No dia 20, é a vez das 20º DP e 24º DP, também 14h e às 16h, respectivamente. No dia 27 deste mês, a visita ocorre nas 26ºDP e 32º DP.

Fonte: Sinpoldf

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra