Diretoria da CSB permanece mobilizada e articula com parlamentares derrubada da reforma trabalhista no Senado

PLC 38/2017 será analisado pela plenário da Casa a partir de terça-feira (11/07)

Após aprovação de requerimento de urgência para a tramitação da reforma trabalhista no Senado, a diretoria operativa da CSB reuniu-se, nesta quarta-feira (5), com o objetivo de traçar estratégias e atos para a barrar o projeto. O encontro dos dirigentes, presentes em Brasília desde o início da semana, é mais uma ação da Central contra o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017, que já mobilizou trabalhadores e sindicalistas de todo o Brasil na Greve Geral de abril, nas manifestações de junho e na Marcha em Brasília, promovida no mês de maio.

Nesta iniciativa, propósito da Entidade é conquistar apoio dos parlamentares no Senado com articulação junto a lideranças da Casa e visitas aos gabinetes. A ação dá continuidade aos trabalhos iniciados na tarde de ontem, quando representantes da CSB também já haviam tratado sobre os pontos negativos da reforma, como o trabalho intermitente, autônomo e o trabalho de gestantes e lactantes em locais insalubres, junto aos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB/PB) e Cidinho Santos (PR/MT) (leia mais).

Atualmente, o PLC 38/2017 está previsto para entrar em análise no plenário do Senado na próxima terça-feira (11/07); a matéria foi aprovada por duas comissões da Casa – as Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) – e rejeitada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Representantes da CSB permanecem mobilizados em Brasília até quinta-feira (6).

Participam da mobilização e articulações o presidente Antonio Neto; o secretário-geral Alvaro Egea; os vice-presidentes Flávio Werneck, Francisco Moura, Joana Batista Lopes, Dianyeire Dias de Souza e João Alberto Araújo Fernandes; os secretários Cosme Nogueira (Formação Sindical), Juvenal Cim (Finanças), Itamar Kunert e Paulo Oliveira (Organização e Mobilização), Antonieta de Faria (Mulher Trabalhadora), Maria Barbara da Costa (Saúde), Alessandro Rodrigues (Comunicação), Ronildo Nogueira Palmere (Trabalhadores na Pesca), Jorge Antonio Nascimento (Servidores Públicos) e Cezar Amin Pasqualin (Profissionais Liberais).

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"