bandeira

CSB parabeniza a vitória do Presidente Lula e do vice-presidente Geraldo Alckmin

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) parabeniza o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, pela vitória neste 2° turno das eleições 2022 com mais de 60 milhões de votos. Apesar das inúmeras tentativas de deslegitimar as urnas e do uso da máquina eleitoral como jamais vimos, a justiça eleitoral mais uma vez garantiu a realização de eleições limpas e democráticas.

Operário e líder sindical de origem, Lula assume o terceiro mandato com um Brasil mergulhado em uma crise política e uma gestão econômica nefasta ao povo brasileiro. Os trabalhadores e os sindicatos nunca foram tão atacados como no atual governo, que promoveu a mais brutal desregulamentação do mercado de trabalho e das negociações coletivas.

Certamente uma das mais importantes contribuições do novo governo será o resgate da dignidade do Movimento Sindical, que foi atacado e tratado como inimigo nos últimos governos.

Da mesma forma que esperamos do governo eleito a retomada de uma política de valorização do salário mínimo e que garanta direitos para milhões de brasileiros que estão ao relento da informalidade brutal, é urgente que Lula coloque na ordem do dia o fortalecimento dos sindicatos para que possamos garantir direitos e melhores salários aos trabalhadores do nosso país.

Já são cinco anos em que as entidades sindicais se encontram fragilizadas pela brutal asfixia financeira promovida pela Reforma Trabalhista. Apesar da resistência heróica das nossas organizações, o resultado foi o fechamento de milhares de sindicatos e federações, o enfraquecimento das negociações coletivas, a queda da renda dos trabalhadores brasileiros e o total desequilíbrio da relação capital x trabalho.

Lula sabe e sempre reconheceu o papel do movimento sindical, que foi criminalizado, atacado e asfixiado nos últimos anos. Somente com sindicatos fortes e financeiramente independentes poderemos avançar em negociações coletivas que vão garantir poder de compra para os trabalhadores, questão chave para recuperarmos o caminho do desenvolvimento econômico.

Reafirmando o compromisso com a unicidade sindical e com a sustentação financeira dos sindicatos, a CSB se coloca em unidade com as demais Centrais Sindicais em apoio a todas as políticas e medidas que visem a retomada do pleno emprego, dos direitos dos trabalhadores, do fortalecimento das entidades sindicais e de um Brasil justo, democrático e soberano.

Ao presidente Lula e ao vice-presidente Geraldo Alckmin, desejamos sabedoria e muito sucesso no novo governo. Que seja o início de um ciclo de paz, justiça e esperança para o povo brasileiro.

Um fraterno abraço,

Antonio Neto
Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros

Compartilhe:

Leia mais
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende fortalecimento dos sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas (RS) começam a negociar acordos em novo cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra
carteira vazia contas a pagar salário mínimo
Salário mínimo no BR é menos da metade do valor necessário para garantir vida digna
reajuste salarial TI Paraná
Trabalhadores de TI do Paraná terão 5% de aumento salarial; veja pisos de cada função
assembleia feserp mg
Feserp-MG convoca sindicatos para assembleia de reformulação do estatuto
instrutor de yoga entra na cbo
Ufólogo, instrutor de yoga e outras 17 ocupações são incluídas na CBO