CSB funda o Sindicato Nacional dos Aposentados do Brasil

Aposentados e pensionistas de todo o Brasil  serão representados pela nova entidade

A fundação do Sindicato Nacional dos Aposentados do Brasil aconteceu durante a reunião da Diretoria Executiva da CSB, em São Paulo, no dia 7 de julho.  A entidade irá representar os trabalhadores aposentados e pensionistas em todo o País.

Reunião da Direção Nacional da CSB - alta (43)

O sindicato nasce orgânico à Central, ou seja, a existência da entidade está vinculada exclusivamente à Central dos Sindicatos Brasileiros. Segundo dados do Ministério da Previdência, o Brasil tem 17 milhões de aposentados e, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), de 2012, esse número deve chegar a 30 milhões, até 2020, por conta da melhora nas condições de vida na última década e a queda da natalidade.

Reunião da Direção Nacional da CSB - alta (49)Para Lucio Bellentani, presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados do Brasil e ex-metalúrgico, uma entidade composta por militantes do movimento sindical aposentados é fundamental para o fortalecimento da democracia e para a luta dos trabalhadores.  “Entre as nossas principais bandeiras estão a luta pelo fim do fator previdenciário e pela recuperação do poder aquisitivo das aposentadorias”, afirmou.

“Um dos maiores problemas para os brasileiros é o fator previdenciário, criado em 1999. Essa maneira de calcular o tempo de trabalho tem uma fórmula que leva em consideração o tempo de contribuição, a idade e a expectativa de vida no momento da aposentadoria. Na prática, reduz o benefício de quem se aposenta cedo. E o índice puxa cada vez mais para baixo o benefício a cada ano devido ao aumento da sobrevida dos brasileiros”, explica Bellentani.

Para o dirigente, o atual modelo de aposentadoria deve acabar. “O fator previdenciário não pode continuar. Embora tenhamos de encontrar uma nova regra que atenda à sociedade, e com a qual ela esteja de acordo, não podemos mais manter o fator. Outro problema que temos que enfrentar é a Medida Provisória 664, que criou um fator previdenciário para as viúvas, não podemos permitir que as mulheres fiquem desamparadas. Isso é retrocesso”, ressaltou.

Uma das premissas da organização será o diálogo com outros movimentos, com o objetivo de construir ações comuns e garantir avanços na agenda dos trabalhadores aposentados, explicou Ismael de Souza, diretor do Sindicato.  “Isso inclui a luta por um indicador específico de correção das aposentadorias, já que a inflação para os aposentados é maior que a média da população, subsídios em medicamentos e outros produtos”, disse.

“Temos que estar juntos para defender um aumento real de salário, que é decrescente e, consequentemente, afeta nosso poder de compra, especialmente, por conta do fator previdenciário. Justamente quando mais precisamos, quando temos mais gastos com remédios, plano de saúde, é que temos a maior queda em nossos rendimentos. São obrigações que muitas vezes pegam mais da metade do nosso salário”, explicou Souza.

Segundo Bartolomeu França, diretor do Sindicato, a entidade surge democrática, plural e honesta, e necessita do apoio de outras entidades sindicais comprometidas com o projeto da CSB.  “Ao fundar uma organização que irá lutar pelos aposentados, estamos engrossando a luta por melhor qualidade de vida dos brasileiros. E tanto quanto qualquer categoria, os aposentados precisam fortalecer essa batalha nacionalmente, porque dependem de negociação direta com o governo para reajuste do benefício do INSS, ao mesmo tempo em que precisam engrossar a resistência contra o fator previdenciário”, disse.

Compõem a diretoria executiva do Sindicato Nacional dos Aposentados do Brasil o presidente Lucio Bellentani, os vice-presidentes Bartolomeu França e Francisco Cardoso Filho (Chicão),  o secretário-geral Oscar Martorelli Mattos, o primeiro secretário  Rosalino Jesus de Barros,  o tesoureiro Ismael de Souza, a primeira tesoureira Maria Abadia de Souza e os suplentes de diretoria Salvador Roberto Pinheiro, Idivarcy Martins e José Ferreira do Nascimento. O conselho fiscal será composto por Alcides Ribeiro Soares e Aureliano Cerqueira e a participação honrosa do jornalista José Augusto Ribeiro.

Princípios

Segundo Antonio Neto, presidente da CSB, o objetivo do Sindicato Nacional dos Aposentados do Brasil é reunir a experiência de quem construiu as conquistas da classe trabalhadora, mas não abandonou a luta em prol de melhorias. “A fundação do sindicato é o resultado de anos de luta pela organização autônoma dos aposentados dentro da Central. Não há diferença política entre os aposentados e os trabalhadores da ativa, todos são trabalhadores e contribuem para o crescimento econômico do Brasil. O grande desafio agora é gerar unidade para lutar pela valorização das aposentadorias”, disse o presidente.

De acordo com o secretário-geral da CSB, Alvaro Egea, a entidade não será apenas um sindicato que luta por questões econômicas. “ Nós iremos lutar pelos trabalhadores e iremos pressionar o governo para que haja políticas públicas de valorização da terceira idade”, disse.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)