CSB repudia ação contra o ex-presidente do Sindpen-DF

A Central dos Sindicatos do Brasil (CSB) repudia o episódio ocorrido com o ex-presidente do Sindpen- DF, Leandro Vieira, que teve seus bens bloqueados por ser acusado injustamente de improbidade administrativa ao conduzir a greve de 2016 e 2017 dos agentes penitenciários.

Para os promotores do Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional (Nupri), ele cometeu abusos durante a greve. Por este motivo, o MP do Distrito Federal recomendou reparação de dano coletivo moral de R$ 1,1 milhão.

Na ocasião o dirigente teve seus bens bloqueados pela Justica, que agora voltou atrás.  Em decisão publicada nesta quarta-feira (22/8), a desembargadora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Gislene Pinheiro de Oliveira, considerou que “não parece razoável” atribuir ao presidente da entidade sindical a responsabilidade por todos os integrantes da categoria durante uma greve.

Tal medida foi considerada como tentativa de criminalizar o movimento sindical, ato que vem sendo praticado ao longo dos anos para deslegitimar a organização da classe trabalhadora.

Apenas a categoria reunida em assembleia, tem o poder de deliberar sobre uma greve. É inaceitável o líder do sindicato ser responsabilizado pela decisão daqueles que reivindicaram melhores condições de trabalho. Portanto a ação movida contra Leandro trata-se de uma prática que atenta ao direito à greve e a organização sindical fomentando a perseguição aos sindicatos.

Qualquer ato que tente reprimir o princípio da liberdade sindical e o Estado Democrático de Direito será repudiado veementemente por nossa Central.  Declaramos o apoio ao companheiro e permaneceremos unidos para lutar juntos para que tais práticas não se repitam.

 

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"