Centrais sindicais iniciam jornada contra os juros altos nesta sexta-feira (16/6)

As centrais sindicais e movimentos populares iniciam nesta sexta-feira (16) mais uma jornada de luta contra os juros altos. A campanha pede a redução da taxa básica de juros (Selic), que desde agosto do ano passado está em 13,75%, e a saída do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Em São Paulo, o início oficial da jornada será marcado por uma manifestação de rua em São Bernardo. Já no dia 20, terça-feira, mais atos serão realizados em todos os estados onde o Banco Central tiver sede.

Na capital paulista, o ato do dia 20 começa às 10 horas da manhã, em frente ao prédio do BC na Avenida Paulista. Neste dia, o Copom (Comitê de Política Monetária) se reunirá para decidir qual será a taxa Selic nos próximos meses.

A inflação acumulada dos últimos 12 meses, segundo o IPCA, é de 3,94%, enquanto a de 2022 foi de 5,78%. Com a Selic em 13,75%, o Brasil é o país com a maior taxa real de juros do mundo, que é de quase 8% quando se subtrai a taxa de 5,78%.

A inflação brasileira está abaixo da registrada nos Estados Unidos e países europeus que, mesmo com o avanço da inflação, ainda operam com a taxa real de juros próxima do zero. O Copom, porém, utiliza a necessidade de controlar a inflação como justificativa para manter a Selic no patamar atual.

Em seguida, no dia 22, o grupo pretende entregar ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido de impeachment de Campos Neto. Pela Constituição, são os senadores que têm o poder de retirar do cargo o presidente do Banco Central independente.

Participam da jornada as centrais CSB, CUT, Força Sindical, CTB, UGT, NCST, Pública e Intersindical, além das frente Povo Sem Medo e Brasil Popular.

*Foto do ato contra os juros altos realizado em 21 de março, na Avenida Paulista

Veja também: Senador critica juros altos e oferece boné de banco a Campos Neto: “Pede pra sair”

Compartilhe:

Leia mais
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto que altera regras do Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto
Ministro Carlos Lupi e José Avelino Pereira Sinab CSB
Presidente do Sinab assume posto no Conselho Nacional de Previdência Social