Central dos Sindicatos Brasileiros

Servidores do SAAE conquistam aumento de adicional de insalubridade e periculosidade em Marechal Cândido Rondon (PR)

Servidores do SAAE conquistam aumento de adicional de insalubridade e periculosidade em Marechal Cândido Rondon (PR)

Trabalhadores favorecidos passarão a receber os benefícios a partir de quarta-feira (31/01)

Os funcionários públicos que prestam serviço para o SAAE de Marechal Cândido Rondon (PR) já têm motivo para comemorar neste início de ano. A partir de amanhã (31/01), as zeladoras da autarquia terão direito a receber 40% de adicional de insalubridade, e os eletricistas, vigias e leituristas, a 30% de adicional de periculosidade sobre seus salários base. Os benefícios foram conquistados graças à atuação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Marechal Cândido Rondon (SINSEMAR), que negociou com a administração do Serviço Autônomo de Água e Esgoto por dois anos.

De acordo com o presidente da Entidade, Fernando Aloísio Hübner, a remuneração de cerca de 20 trabalhadores serão favorecidos pelas conquistas, cujas publicações no Diário Oficial ocorreram na última terça-feira (23).

“Foi muita negociação, muita conversa que nos levaram a essa vitória. No caso dos vigias, nós apelamos para a Lei 12.740/2012 – que deu direito à categoria ao adicional de periculosidade – e na questão das zeladoras, nós apresentamos laudos técnicos para conseguir aumentar o adicional de insalubridade delas de 20% para 40%. E graças a Deus, a administração do SAAE não contestou os laudos. Então, não precisamos entrar na Justiça. Já para os eletricistas, conseguimos com que seu benefício seja calculado sobre o salário atual de cada trabalhador”, destaca Hübner.

O dirigente ainda ressaltou a conquista do adicional de periculosidade aos leituristas (agentes de operação que realizam a leitura do consumo de água nas moradias). Para o presidente do SINSEMAR, “esse avanço foi até inesperado e fruto de muita negociação” – o que continuará sendo prioridade do Sindicato para o ano de 2018.

Representante de cerca de 1300 servidores e com a data-base em março, Fernando Hübner afirma que a Entidade persistirá na luta pelo reajuste salarial de 12,77% a toda categoria, pelo aumento do valor do vale-refeição e pelo aumento do adicional de insalubridade das zeladoras de todo o âmbito municipal. Segundo o presidente, o objetivo também é elevar o benefício a 40%.

Compartilhe!