sindicato-santos-sintrammar-comemora-104-anos

Um dos mais antigos sindicatos do país, Sintrammar comemora 104 anos de luta

Um dos sindicatos mais antigos do Brasil comemora nesta quinta-feira (27) 104 anos de existência. Fundado em 27 de julho de 1919, o Sindicato dos Trabalhadores da Movimentação de Mercadorias em Geral de Santos e Região (Sintrammar) representa hoje cerca de 22 mil trabalhadores.

O presidente do Sintrammar, Erivan Pereira, conta que a entidade foi formada, na verdade, cerca de 40 anos antes, inicialmente como Sociedade dos Trabalhadores em Café, que posteriormente foi denominada Sindicato dos Operários no Comércio Armazenador, Carregadores e Ensacadores de Café de Santos.

A entidade logo se tornou uma das mais reconhecidas na organização sindical devido à relevância do porto de Santos na exportação do café, que era o grande propulsor da economia brasileira na época.

“Foram muitas lutas ao longo do tempo, como a luta pela redução da jornada de trabalho que, na época da fundação do sindicato, era sub-humana. O Sintrammar também foi um dos primeiros sindicatos que atuou no enfrentamento à ditadura militar e deflagrou a primeira greve do porto de Santos. Santos é o verdadeiro berço do sindicalismo brasileiro”, relembra Pereira.

Filiado à CSB, o sindicato está presente em 21 municípios do litoral paulista entre os vales do Ribeira e Paraíba, e atua nas empresas de logística instaladas nas áreas retroportuárias, além de companhias do segmento de alimentação e outras atividades na movimentação de mercadorias em geral.

Luta constante

Apesar da data comemorativa para o sindicato e de tantas melhorias conquistadas para os trabalhadores ao longo do tempo, Pereira alerta que até hoje é preciso “matar um leão por dia” quando se está no movimento sindical.

“A última grande pancada que sofremos foi a reforma trabalhista de 2017, a qual, para mim, tinha a intenção de aniquilar os sindicatos. Não foi diferente conosco, a reforma quase que chega a nos devastar, mas fomos à luta, sobrevivemos e não deixamos de lutar”, afirma.

Em mensagem aos mais de 20 mil trabalhadores e trabalhadoras que hoje representa, o presidente do Sintrammar agradeceu a todos que participam e participam da luta em prol da categoria.

“Por tudo isso, tenho que agradecer imensamente àqueles companheiros do passado que primeiro se reuniram em sociedade, depois se transformaram em sindicato, e trabalharam todo esse tempo para trazer o sindicato atuando até hoje. E hoje, agradeço imensamente toda a categoria que representamos e que contribui para a continuidade do nosso trabalho.”

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra