IMG_5022-e1377529479629

Presidente da CSB prestigia abertura do 3º Congresso da CTB

Em seu discurso, Antonio Neto cobrou do Executivo o andamento das pautas trabalhistas no Congresso

A cerimônia de abertura do 3º Congresso Nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) reuniu diversas delegações nacionais e internacionais, na quinta-feira (22), em São Paulo. Nessa edição, o congresso tem como tema “Avançar nas mudanças com valorização do trabalho”, para discutir sobre a atual situação econômica e política do Brasil perante o contexto de crise internacional.

Estiveram presentes os ministros Manoel Dias (Trabalho) e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), a vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, o secretário-geral da Federação Sindical Mundial (FSM), George Mavrikos, o presidente da CTB, Wagner Gomes, e outras lideranças do movimento sindical e social.

O presidente da CSB, Antonio Neto, e o secretário-geral, Álvaro Egea, prestigiaram o evento como representantes da Central. Na ocasião, ambos tiveram a oportunidade de reencontrar os dirigentes das demais centrais e dialogar sobre a atual situação das pautas trabalhistas.

Neto, Manoel Dias, CSBNeto aproveitou a oportunidade para deixar uma mensagem de indignação aos líderes do Executivo presentes ao evento quanto à lentidão do Congresso Nacional em aprovar medidas que são de interesse fundamental dos trabalhadores.

“Cabe a nós dirigentes sindicais pressionar o governo para caminhar com mais celeridade na direção das reformas trabalhistas que devem ser aprofundadas. Temos que ficar atentos e organizados para não permitir que a emenda venha pior que o soneto”, afirmou Neto referindo-se ao PL 4330, que legisla sobre a terceirização.

O dirigente também cumprimentou Wagner Gomes pelo trabalho à frente da CTB nos últimos anos, e as delegações pela história de luta da central. “Nós sabemos do compromisso que essa central tem com a classe operária e com o povo brasileiro”, parabenizou.

George Mavrikos fez um discurso com críticas ao modelo macroeconômico atual e o papel da classe trabalhadora nas mudanças políticas globais. “A crise em que vivemos é um momento para repensarmos o papel da classe trabalhadora e do movimento sindical, a fim de obtermos mais conquistas”, destacou o representante da FSM.

O Congresso da CTB segue até o sábado (23), no Palácio de Convenções do Anhembi, na capital paulistana.

Veja a galeria de fotos do 3º Congresso Nacional da CTB

Compartilhe:

Leia mais
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende fortalecimento dos sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas (RS) começam a negociar acordos em novo cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra
carteira vazia contas a pagar salário mínimo
Salário mínimo no BR é menos da metade do valor necessário para garantir vida digna
reajuste salarial TI Paraná
Trabalhadores de TI do Paraná terão 5% de aumento salarial; veja pisos de cada função
assembleia feserp mg
Feserp-MG convoca sindicatos para assembleia de reformulação do estatuto
instrutor de yoga entra na cbo
Ufólogo, instrutor de yoga e outras 17 ocupações são incluídas na CBO