Prefeito de Guarulhos se reúne com sindicalistas e estabelece diálogo permanente

Os dirigentes sindicais saudaram a proposta de diálogo permanente com a prefeitura e aproveitaram para apresentar reivindicações

No dia 19 de novembro, o prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeidade, se reuniu com sindicalistas da cidade para um café da manhã. Durante duas horas conversou com as lideranças do movimento sindical de trabalhadores e no final estabeleceu um fórum permanente de diálogo, que se reunirá a cada 3 meses

O prefeito fez uma chamado para uma maior aproximação entre a prefeitura e as lideranças sindicais da cidade. “A ausência de uma rádio e um canal de TV municipais na cidade faz com que muitas obras que são executadas pela prefeitura nem sempre chegam ao conhecimento dos sindicatos e das categorias. Os sindicatos podem ajudar na divulgação dessas ações”, disse Almeida.

Os dirigentes sindicais saudaram a proposta de diálogo permanente com a prefeitura e aproveitaram para apresentar várias reivindicações. Alvaro Egea, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Vestuário de Guarulhos, declarou que a campanha eleitoral da Dilma Roussef no segundo turno em Guarulhos mostrou a importância da unidade dos sindicalistas, prefeito e demais lideranças políticas e sociais da cidade para impedir o retrocesso das políticas nacionais, mas mostrou a necessidade de maior participação e politização das lideranças sindicais e da juventude para enfrentar as forças conservadoras que já se articulam para as próximas eleições municipais e daqui há quatro anos disputar o Governo federal.

Alvaro disse que a Comissão Nacional da Verdade dia 10 de dezembro entregará para a Presidenta da Republica um Relatório contendo informações sobre as graves violações dos direitos humanos no Brasil, em especial da repressão contra os trabalhadores, com implicações de empresas na colaboração na repressão aos militantes e dirigentes sindicais. Mostrar as atrocidades cometidas pela ditadura militar servirá para rebater aqueles setores fascistas que defendem a volta dos militares, finalizou.

O prefeito propôs uma reunião com as lideranças sindicais a cada três meses, podendo ser convocados os secretários que tenham algum assunto para discutir na reunião. Almeida também anunciou que haverá mudanças no formato do Ato do 1º de maio, com a realização de várias atividades antes do evento, mobilizando a juventude através de ações culturais, debates.

Fonte: SindVestuário Guarulhos

Compartilhe:

Leia mais
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto que altera regras do Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto
Ministro Carlos Lupi e José Avelino Pereira Sinab CSB
Presidente do Sinab assume posto no Conselho Nacional de Previdência Social