CSB é signatária de manifesto em defesa da democracia #EstamosJuntos

Diante das ameaças à democracia perpetradas pelo presidente Jair Bolsonaro em meio à maior pandemia dos últimos 100 anos, Antonio Neto e a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) assinaram o manifesto suprapartidário Estamos Juntos.

O manifesto aponta a necessidade de união da esquerda, direita e centro em uma frente ampla e diversa que comungue os princípios democráticos contra os desmandos de um governo autoritário.

O movimento já conta com diversas figuras importantes da política, da academia e da cultura, de distintos espectros ideológicos. A atriz Fernanda Montenegro, o ator Marco Nanini, o cantor Caetano Veloso, o também cantor Lobão, o escritor Paulo Coelho, o também escritor Antonio Prata, o ex-jogador de futebol Walter Casagrande, o jornalista Reinaldo Azevedo, o também jornalista Demétrio Magnoli, o apresentador de televisão Luciano Huck, o também apresentador Serginho Groisman, o produtor audiovisual Kondzilla, a ativista e acionista do Itaú Maria Alice Setúbal, a economista Elena Landau, o ex-ministro da Fazenda Luiz Carlos Bresser-Pereira, o presidente nacional do PDT Carlos Lupi, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), o ex-governador do Espírito Santo Paulo Hartung (MDB), o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim, entre muitos outros.

Além das diversas personalidades públicas e diversas entidades que assinaram o documento a exemplo da CSB, quase 200 mil pessoas assinaram através do site.

Assine pelo link: https://movimentoestamosjuntos.org/

Leia na íntegra:

MANIFESTO ESTAMOS JUNTOS

Somos cidadãs, cidadãos, empresas, organizações e instituições brasileiras e fazemos parte da maioria que defende a vida, a liberdade e a democracia.

Somos a maioria e exigimos que nossos representantes e lideranças políticas exerçam com afinco e dignidade seu papel diante da devastadora crise sanitária, política e econômica que atravessa o país.

Somos a maioria de brasileiras e brasileiros que apoia a independência dos poderes da República e clamamos que lideranças partidárias, prefeitos, governadores, vereadores, deputados, senadores, procuradores e juízes assumam a responsabilidade de unir a pátria e resgatar nossa identidade como nação.

Somos mais de dois terços da população do Brasil e invocamos que partidos, seus líderes e candidatos agora deixem de lado projetos individuais de poder em favor de um projeto comum de país.

Somos muitos, estamos juntos, e formamos uma frente ampla e diversa, suprapartidária, que valoriza a política e trabalha para que a sociedade responda de maneira mais madura, consciente e eficaz aos crimes e desmandos de qualquer governo.

Como aconteceu no movimento Diretas Já, é hora de deixar de lado velhas disputas em busca do bem comum. Esquerda, centro e direita unidos para defender a lei, a ordem, a política, a ética, as famílias, o voto, a ciência, a verdade, o respeito e a valorização da diversidade, a liberdade de imprensa, a importância da arte, a preservação do meio ambiente e a responsabilidade na economia.

Defendemos uma administração pública reverente à Constituição, audaz no combate à corrupção e à desigualdade, verdadeiramente comprometida com a educação, a segurança e a saúde da população. Defendemos um país mais desenvolvido, mais feliz e mais justo.

Temos ideias e opiniões diferentes, mas comungamos dos mesmos princípios éticos e democráticos. Queremos combater o ódio e a apatia com afeto, informação, união e esperança.

Vamos #JUNTOS sonhar e fazer um Brasil que nos traga de volta a alegria e o orgulho de ser brasileiro.

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores