Central dos Sindicatos Brasileiros

Taxistas de Aracaju promovem manifestação em frente à Câmara dos Vereadores em defesa do “Protaxi”

Taxistas de Aracaju promovem manifestação em frente à Câmara dos Vereadores em defesa do “Protaxi”

Cerca de 180 profissionais foram para frente da Câmara pedir agilidade na aprovação do projeto de mobilidade urbana

Taxistas da capital sergipana, Aracaju, realizaram na manhã desta terça-feira (20), em frente à Câmara dos vereadores, um protesto para acelerar a avaliação e aprovação do projeto “Protaxi”, que faz parte da proposta de mobilidade urbana do município.

Organizados pelo Sindicato dos Taxistas de Sergipe (Sinditaxi/SE), os cerca de 180 profissionais legalizados saíram em carreata da sede da entidade até o legislativo da cidade. Durante o trajeto, os taxistas pararam em frente à prefeitura e fizeram o pedido também ao chefe do executivo.

Segundo o 1º tesoureiro do Sinditaxi/SE, Leonidas Silva dos Anjos, o “Protaxi” é uma espécie de táxi compartilhado, mas vinculado aos órgãos públicos, o que proporciona aos usuários um serviço com mais qualidade e segurança.

“O Protaxi está no projeto de mobilidade urbana. Pretendemos fazer um serviço diferenciado na Zona Sul da capital. O projeto é um sistema de lotação, que já funciona na Zona Norte. Ele é tarifado com a passagem de R$ 3,50 por passageiro, do bairro para o centro de Aracaju. No percurso, os taxistas podem pegar e deixar qualquer passageiro. É um sistema de coletivo, porém em carros pequenos, como um táxi compartilhado”, explicou o dirigente, que fez uma avaliação positiva do ato da manhã desta terça.

“Com esta manifestação já conseguimos um espaço na Câmara hoje, e vamos poder usar a tribuna. Isso significa que nossas reivindicações já estão surtindo efeito. Além disso, o Sindicato está fazendo um trabalho individual com cada vereador, apresentando o projeto e mostrando nossos objetivos”, completou Anjos.

Táxi compartilhado já é realidade em Porto Velho (RO)

Através dessas mobilizações, os taxistas conseguiram barrar projeto parecido, mas que dava abertura para carros com placa cinza efetuarem o transporte. O “Protaxi” existe desde julho, mas foi apresentado ao prefeito no último mês de novembro. Ainda segundo o 1º tesoureiro, apesar do líder do executivo gostar do projeto, ele ainda não saiu do papel.

“Dentro do projeto de mobilidade urbana, apenas o Protaxi está sendo avaliado, pois é um projeto amplo e que atenderá várias comunidades”, completou o dirigente, garantindo o empenho da categoria para cobrar fiscalização dos carros clandestinos.

Por mais fiscalização, taxistas de Aracaju se acorrentam em frente à prefeitura

Outras mobilizações estão marcadas para abril. Na cidade de Aracaju são cerca de 2.080 taxistas ativos.

Compartilhe!