Central dos Sindicatos Brasileiros

Mineiros de Candiota (RS) oficializam filiação à CSB

Mineiros de Candiota (RS) oficializam filiação à CSB

Em reunião realizada nesta quinta-feira (1), diretoria aprovou por unanimidade a entrada da entidade para a base da Central

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração e Beneficiamento de Minerais de Candiota, cidade localizada a 420 km de Porto Alegre (RS), aprovou na última quinta-feira (1), em reunião de sua diretoria, a filiação da entidade à Central dos Sindicatos Brasileiros (RS). De acordo com o estatuto do sindicato, que representa 450 trabalhadores, não será necessário levar a pauta para assembleia.

Para o presidente da entidade, Wagner Lopes Pinto, o apoio que a Central tem prestado à categoria foi um dos motivos que levaram os mineiros de Candiota a optarem pela CSB.

“Tem alguns fatores que foram determinantes para nos filiarmos à CSB. Um deles foi o apoio que temos tido na nossa luta perante a Assembleia Legislativa do estado e perante o governo. A CSB tem sido bastante solidária às nossas lutas. Uma das coisas que nós sempre prezamos muito foi o fato de não levantarmos nenhuma bandeira partidária. Aderimos à CSB, que para nós era uma central nova”, disse o presidente, ressaltando as vantagens de ter uma entidade como a CSB lado a lado em suas reivindicações.

“A importância da central é muito grande, nos dá suporte e apoio quando a gente precisa. Nós estamos a 5 horas e meia de distância da nossa capital do estado, onde está a sede da nossa empresa, por isso precisamos do apoio em logística e estrutura. Isso sem falar da união, juntar pessoas quando a gente precisa nos movimentos, ir para a luta junto com a gente. Suporte ao sindicato, apoio jurídico, apoio de pessoas e outros tipos de apoio. Tem também cursos e a formação de sindicalistas, que são importantes”, finalizou Pinto.

O vice-presidente da CSB, Sergio Arnoud, que representou a Seccional Rio Grande do Sul na reunião, comentou sobre a importância da chegada dos mineiros de Candiota na base da Central.

“É um sindicato muito ativo, muito mobilizado e quem tem participado das mobilizações contra o avanço neoliberal proposto pelo governo do estado do governador Sartori. A chegada dos mineiros de Candiota representa um reforço muito grande para as lutas dos trabalhadores públicos do Rio Grande do Sul e também um reforço importante para a CSB, que passa a representar setores economicamente importantes e seguimentos que têm muita capacidade de mobilização como nos casos dos mineiros”, declarou o dirigente, que também é presidente da Federação Sindical dos Servidores Públicos no Estado do Rio Grande do Sul (FESSERGS).

Compartilhe!