Central dos Sindicatos Brasileiros

Taxistas de Fortaleza pedem que fiscalização aos aplicativos de transportes continue

Taxistas de Fortaleza pedem que fiscalização aos aplicativos de transportes continue

Sindicato da categoria se reuniu com administração municipal

O Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi/CE) se reuniu na tarde da última quarta-feira (21), com o secretário de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza, João Pupo. Durante encontro, que aconteceu na sede da repartição, os taxistas cobraram do secretário rigidez na fiscalização dos veículos de aplicativos de transportes individual, que ainda não estão credenciados na prefeitura.

Nos últimos dias, foram apreendidos mais de 50 veículos por conta da falta de cadastro das empresas de aplicativos, como Uber e 99pop.

Essa exigência está em vigor desde o último dia 11, quando começou a valer o decreto que regulamentou a Lei Municipal 10.751 e que estabeleceu obrigações às empresas responsáveis como: fornecer informações sobre as corridas realizadas e identificação do modelo do veículo e do número das placas de identificação.

Os carros também devem conter a logo marca da empresa e passarem por uma vistoria. Os motoristas também precisam passar por um curso de treinamento de condutores.

Segundo o diretor do sindicato, Francisco Moura, a reunião aconteceu por conta da pressão de algumas pessoas contra a operação de fiscalização da administração municipal.

“Os aplicativos tinham um prazo para entregar à prefeitura uma relação dos seus motoristas, mas nenhum deles fez isso. A prefeitura considerou que todos estariam operando de maneira ilegal, pois o prazo venceu. Houve apreensões e protestos por parte desses motoristas, mas o secretário garantiu que a operação vai continuar. Essa operação é importante para eu a população tenha um serviço regulamentado e de qualidade e segurança”, disse Moura, que também é presidente da Seccional Ceará da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB).

Compartilhe!