Central dos Sindicatos Brasileiros

Antonio Neto debate organização sindical e enfrentamento à reforma trabalhista em Natal (RN)

Antonio Neto debate organização sindical e enfrentamento à reforma trabalhista em Natal (RN)

A convite de sindicalistas do Rio Grande do Norte, presidente da CSB apresentou a luta da Central contra a Lei 13.467 e reforçou a necessidade de enfrentamento

Esta quinta-feira (22) foi pautada por debates sobre a reforma trabalhista e a organização sindical em Natal. A convite de sindicalistas do Rio Grande do Norte, o presidente da CSB, Antonio Neto, visitou a capital potiguar para fortalecer a organização do movimento sindical no estado e construir estratégias de enfrentamento à Lei 13.467.

Entidades representantes dos servidores públicos, motociclistas, trabalhadores em tecnologia da informação, da área cultural, do setor de águas e esgoto, técnicos em refrigeração, frentistas e bombeiros ouviram de Antonio Neto uma detalhada apresentação sobre o processo de tramitação e sanção da lei da reforma trabalhista.

Além de abordar o combate da CSB, desde o envio do projeto de lei à Câmara – que modificou drasticamente a proposta – até a sanção pelo presidente Michel Temer, Neto argumentou sobre a maneira açodada com a qual a reforma foi tratada no Congresso e alertou os dirigentes sobre a realidade da relação capital-trabalho após a entrada em vigor da lei.

O presidente da CSB afirmou que, na prática, nas negociações coletivas, os dirigentes sindicais estão atentos à posição acintosa adotada pelos empresários nas negociações. Segundo o dirigente, o setor patronal vem apresentando uma pauta totalmente supressora de direitos e conquistas consolidados nas convenções coletivas.

Além dos retrocessos impetrados pela Lei 13.467 – como a precarização das relações de trabalho, o incentivo à informalidade, o desrespeito às mulheres –, Antonio Neto também trouxe à tona a importância da sustentação das entidades por meio da contribuição sindical.

“Já conseguimos vitórias expressivas na Justiça. Nosso enfrentamento se fortalece a cada dia. E as decisões do Judiciários nos faz ter a certeza ainda mais límpida de que essa lei é inconstitucional”, explicou Neto sobre as mais de 30 decisões da Justiça a favor do recolhimento da contribuição sindical.

Veja as decisões judiciais a favor do imposto sindical

Também pauta em destaque do encontro em Natal, a organização sindical no estado foi defendida pelo presidente da CSB como ferramenta essencial no fortalecimento dos sindicatos e na defesa dos trabalhadores.

“O Rio Grande do Norte, de cera forma, virou um símbolo para o movimento sindical brasileiro de se organizar e lutar contra os principais atores que sustentaram a reforma trabalhista”, disse Neto em referência a protagonismo do relator da reforma na Câmara dos Deputados, Rogério Marinho (PSDB), parlamentar nascido no RN, pela aprovação do projeto que, na forma da Lei 13.467, representa um ataque à CLT e aos direitos trabalhistas segundo Antonio Neto.

“Nesse sentido, a luta aqui no Rio Grande do Norte e a derrota desses atores, como o Rogério Marinho, são fundamentais para que avancem nossa organização, as nossas lutas e nosso engajamento no estado. Não podemos esmorecer, e sei que vocês seguirão em frente nessa empreitada”, concluiu o presidente da CSB.

Entre as entidades que participaram do encontro estiveram o Sindpd, Senalba, Sindmoto Sindbombeiros, Sintrop, FESEPURN, Sintgel e Sindagua.

Compartilhe!