Central dos Sindicatos Brasileiros

Por unanimidade, portuários do Ceará aprovam procedimento para desconto da contribuição sindical

Por unanimidade, portuários do Ceará aprovam procedimento para desconto da contribuição sindical

Categoria também discutiu sobre a importância das próximas eleições parlamentares para a realidade dos trabalhadores

Em assembleia realizada na manhã da última quarta-feira (31), em sua sede localizada na cidade de Fortaleza (CE), o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços de Capatazia Portuária nos Terminais Públicos e Privados do Estado do Ceará (Sindcapataziace) aprovou por unanimidade os procedimentos para desconto da contribuição sindical.

Orientações para recolhimento da contribuição sindical

Segundo o presidente do sindicato, que representa cerca de 1500 trabalhadores, José Ribamar dos Santos Filhos, a aprovação dos procedimentos é fundamental para dar continuidade no processo de luta do trabalhador. “Essa aprovação é fundamental para nossa categoria e também para nossa Central, que também precisa do nosso apoio pois a luta é grande. A aprovação foi bem aceita por todos, agora ela será revertida para os associados através de assessorias jurídicas, contábil, além do apoio médico e na compra de medicamentos”, falou o presidente, que também é vice-presidente da Seccional Ceará da CSB.

A assembleia contou com a presença do presidente da Seccional CE, Francisco Moura, que discutiu com os trabalhadores o atual momento vivido pelo Brasil e a importância na escolha dos novos representantes nas eleições parlamentares de 2018.

“Os trabalhadores portuários participaram em massa desta assembleia e entenderam que a contribuição sindical é importante para o seu sindicato. Debatemos também as eleições deste ano, e chegaram à conclusão que a categoria não pode mais votar em qualquer um, pois as consequências são graves. Estão aí as reformas da Previdência e a trabalhista, a terceirização e um governo com uma política econômica voltada para os bancos. É a hora de elegermos trabalhadores e sindicalistas. Nós, da CSB, fomos lá para defender que a categoria abrace a causa, as lutas do sindicato, que participe e que fortaleça o sindicato, pois hoje os trabalhadores só têm dois instrumentos de luta para defendê-los, os seus sindicatos e o título de eleitor”, finalizou Moura, que também é vice-presidente nacional da Central.

Compartilhe!