Central dos Sindicatos Brasileiros

Reforma agrária e luta contra retrocessos nos direitos dos trabalhadores rurais são compromissos da nova diretoria do STTR – Floriano/PI

Reforma agrária e luta contra retrocessos nos direitos dos trabalhadores rurais são compromissos da nova diretoria do STTR – Floriano/PI

Direção eleita tomou posse neste mês após vencer pleito em dezembro

Tomou posse, no último sábado (13), a diretoria eleita ao comando do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Rurais de Floriano (STTR/PI). Maior entidade representante da categoria no Piauí, com mais de 10 mil filiados, o STTR/PI contará com a nova gestão, eleita com 549 votos de um total de 1066, pelos próximos quatro anos. A CSB acompanhou todo o processo eleitoral e a campanha da Chapa 1, vencedora do pleito.

Quer saber como foi a eleição? Clique aqui.

Reeleita ao cargo de vice-presidente, de acordo com Francisca das Chagas, o principal compromisso do atual mandato é fortalecer a luta por melhorias na qualidade de vida do homem e da mulher do campo. Para a dirigente, faltam políticas públicas à educação, saúde e estímulos à sucessão rural, como o direito à propriedade da terra e o acesso à água – bandeiras que o STTR/PI pretende defender já em 2018.

“O nosso compromisso é o de luta. Lutar para ampliar a reforma agrária, porque aqui, na região, a maioria dos agricultores não tem títulos de suas terras; lutar pela educação do homem do campo; lutar contra a reforma da Previdência Social. Nós já iniciamos essas batalhas em 2017 e vamos dar continuidade em 2018 com a nova gestão”, afirma Chagas.

O vice-presidente da CSB Francisco Moura – que prestou auxílio ao processo eleitoral junto ao coordenador da Central no estado, Manoel Castro, e ao presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde do Piauí, Francisco Oliveira – acredita que o resultado da eleição será muito importante para o avanço de conquistas dos trabalhadores rurais do município de Floriano e ao fortalecimento da resistência à reforma previdenciária.

Segundo Moura, os profissionais do campo terão uma participação fundamental no combate contra os retrocessos nos direitos de todos os trabalhadores brasileiros. “Hoje, nós precisamos somar forças no Brasil. Trabalhadores rurais, urbanos, juventude e movimentos sociais precisam se unir contra as reformas. Temos que nos manifestar para que possamos revogar a reforma trabalhista e impedir o abuso, o crime, que é a reforma da Previdência. E o STTR/PI possui uma relevante participação na luta por ser o maior Sindicato da categoria no Piauí”, salienta o também presidente da CSB Ceará.

Moura ainda reforçou o compromisso da Central com as reivindicações específicas dos representados, o que significa mais uma segurança ao Sindicato de acordo com Francisca das Chagas. “O apoio da CSB é importante em todos os sentidos. É importante, por exemplo, para os movimentos saberem que temos com quem contar, porque nós precisamos de uma entidade como a CSB, que some com a gente”, destaca a vice-presidente do STTR/PI.

Além da CSB, prestigiaram a posse da nova diretoria a presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Piauí (FETAG/PI) e mais 500 pessoas, entre trabalhadores e representantes da categoria.

Compartilhe!