Central dos Sindicatos Brasileiros

Com apoio da CSB, Chapa 1 vence eleições no Sindicato dos Rurais de Floriano (PI)

Com apoio da CSB, Chapa 1 vence eleições no Sindicato dos Rurais de Floriano (PI)

Diretoria tem como prioridade a luta pela agricultura familiar e a Seguridade Social

Um dos mais importantes sindicatos do Nordeste, com uma base de mais de 10 mil trabalhadores, o Sindicado dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Rurais de Floriano, localizado na região Sudoeste do Piauí, realizou no último dia 3 de dezembro seu pleito eleitoral. A Chapa 1, apoiada pela Central do Sindicato Brasileiros (CSB), venceu com 549 votos válidos, contra 421 da Chapa 2, 93 votos nulos e 3 brancos, totalizando 1066 votos. Foram espalhadas 43 urnas, cinco na zona urbana e outras 38 na zona rural.

A Chapa vencedora toma posse no dia 31 de janeiro de 2018 e tem mandato de quatro anos.

Vice-presidente da entidade pela segunda vezes, Francisca das Chagas, popularmente conhecida como Chiquita, garante que para os próximos anos a entidade vai lutar por melhorias na agricultura familiar e garantia na Seguridade Social.

“A nossa prioridade é garantia de direitos e agricultura familiar. Vamos defender os direitos, em qualquer instância, dos agricultores, além da sustentabilidade, sucessão rural, Seguridade Social e educação no campo. O homem do campo sofre muito por conta das condições econômicas”, falou Chiquita, que agradeceu a CSB pelo apoio.

“A CSB só tem somado conosco, e seu apoio foi essencial. A Central colaborou de todas as formas, e esse apoio foi importante para nossa vitória. O apoio de uma central com tamanha relevância mostra que realmente os representantes estão engajados e buscando parcerias, e essa é uma parceria e tanto, que só tem somado conosco, estão sempre contribuindo”, completou a dirigente.

Um dos representantes da CSB no estado, Cruz Castros Sousa acredita que esta eleição foi uma das mais difíceis que ele já viu.

“Esta foi uma eleição muito complicada, eram todos contra a nossa Chapa, mas nós ficamos lá, três dias de plantão, 24 horas trabalhando no interior, fazendo de tudo para que o povo entendesse que existia uma força política por trás de tudo isso, inclusive o prefeito e o governo do estado. Mas a CSB encarou, fizemos um documento e distribuímos na cidade, fomos nas rádios, tv e fizemos tudo que foi possível. Fomos agraciados com a vitória, por isso valeu a pena. Acreditamos muito na CSB e nos dedicamos ao máximo para que o trabalho da Central seja reconhecido e respeitado no estado”, falou o dirigente, que se diz feliz pelo trabalhador rural.

“Ver aquele povo sofrido, que estava sendo ameaçado de perder seus direitos, e mostrar que eles são fortes e que precisam realmente decidir o que quer me deixa muito feliz com o trabalho que fizemos. Vamos encerrar o ano de 2017 filiando mais três sindicatos no Piauí”, finalizou Castro.

Compartilhe!