Central dos Sindicatos Brasileiros

Fonoaudiólogos do Rio de Janeiro participam de audiência no TRT para reivindicar salários atrasados

Fonoaudiólogos do Rio de Janeiro participam de audiência no TRT para reivindicar salários atrasados

Em acordo, o governo municipal se comprometeu a acertar os salários vencidos, enquanto os profissionais da saúde devem trabalhar com efetivo de 50%

Em meio à caótica crise no sistema de saúde do Rio de Janeiro, o Sindicato dos Fonoaudiólogos do estado (Sinferj) participou, juntamente com outras entidades da área de saúde, de audiência de conciliação na última segunda-feira (27), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na capital fluminense, com a prefeitura, que firmou o compromisso de realizar todos os repasses às ONGs e Organizações Sociais (OSs) de forma integral até esta sexta-feira (1).

Em contraponto, os sindicatos se comprometeram a realizar assembleias para deliberar o funcionamento de 50% do seu efetivo, ao invés dos 30% que atuaram durante a greve.

A próxima audiência foi marcada para a segunda-feira (4), no mesmo local. Segundo a presidente do Sinferf, Sheila Marino, caso a prefeitura não cumpra a sua parte no acordo, a desembargadora Rosana Salim deve determinar a pena para o órgão.

“Ela pediu que nós fizéssemos uma recomposição na proposta da greve, que ao invés de deixar 30% de efetivo trabalhando, que a gente deixasse 50%. Todos concordaram de levar essa posição para suas bases através de assembleias. A prefeitura foi cobrada de fazer este ajuste, pois além de estarem devendo, estão pagando metade do salário e ainda não saiu o 13º. E se isso não for acertado até segunda-feira, a desembargadora vai bater o martelo e não tem mais acordo”, disse a presidente, que realizará assembleia no sindicato nesta sexta.

O problema com o repasse das Organizações Sociais é de longa data, mas se intensificou no mês de agosto. Por isso, o movimento de greve teve início no mês de outubro. O Sindicato dos Fonoaudiólogos do Estado do Rio de Janeiro é filiado à Central dos Sindicatos Brasileiros e representa cerca de 6 mil profissionais no estado.

Compartilhe!