Central dos Sindicatos Brasileiros

Dirigentes sindicais relembram trajetória de Aparecido do Carmo Mendes

Dirigentes sindicais relembram trajetória de Aparecido do Carmo Mendes

Sindicalista, que faleceu nesta quinta-feira (8), trabalhou ativamente pela promulgação da Lei 12.023/2009

“Pioneiro na organização dos movimentadores de mercadorias”, essa é a definição de Aparecido do Carmo Mendes para os dirigentes da CSB. Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral e Auxiliares na Administração em Geral de São Paulo (SINTRAMMSP), secretário Geral de Assuntos Previdenciários da Fetramesp, secretário de relações exteriores da Confederação Nacional da categoria e 1º secretário dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadoria, o sindicalista faleceu na última quinta-feira (8) em decorrência de um câncer.

Relembrado pelos companheiros do movimento sindical como peça-chave na regulamentação da profissão por meio da Lei 12.023/2009, Aparecido deixou um legado de conquistas históricas à categoria e à luta trabalhista, como ressalta o presidente da CSB, Antonio Neto. De acordo com Neto, apesar do sentimento de tristeza irremediável, “hoje também é dia de destacar a conduta e o comprometimento de um sindicalista que dedicou sua vida profissional à melhoria da qualidade de vida não só dos movimentadores paulistas, mas de todo o Brasil”.

Alfredo Ferreira de Souza, presidente da Federação dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral, Auxiliares de Administração no Comércio de Café em Geral, Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Fetramesp) e vice-presidente da CSB, apoia o presidente da Central ao recordar a trajetória sindical de Mendes. Segundo Souza, ambos os dirigentes trabalharam juntos por 36 anos.

“Aparecido se tornou um destaque do movimento quando assumiu a gestão do SINTRAMMSP, que é o sindicato da categoria mais antigo em São Paulo [sua fundação foi em 1932]. Nós trabalhamos juntos pela promulgação da Lei 12.023 e foi ele quem conseguiu fazer com que o nome da categoria fosse reconhecido dentro do Tribunal de São Paulo da 2ª Região. Nos últimos tempos, ele sempre incentivava a categoria a lutar contra as reformas trabalhista e previdenciária. Embora doente, ele continuou no enfrentamento constante”, conta o dirigente.

Para Sandro Jadir Albuquerque, diretor da FETRAMAG/GO e vice-presidente da CSB, “Aparecido do Carmo também deu um grande respaldo a companheiros de outros estados de forma muito atuante, com determinação e entusiasmo” – avaliação ratificada pelo presidente da FETRAMMASC e vice-presidente da Central, Oneide Paula, e pelo presidente do SINTRAMM/SC e vice-presidente da CSB, Tomaz Luiz Vieira Neto.

“Ele representava para os movimentadores brasileiros e os da nova geração do movimento sindical que valia a pena lutar. Foi um cara que quando começou, nem existia a regulamentação da categoria. Mas ele deixou sua marca”, disse Oneide, complementado por Tomaz: “Ele surgiu da base. Era um ícone da categoria. Foi Aparecido quem garantiu aos movimentadores a regulamentação da profissão”.

Secretário dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias da CSB, Teovaldo José Aparecido ainda relembra o papel fundamental do dirigente na fundação da Confederação Nacional da categoria. Segundo Teovaldo, “Mendes foi uma das pessoas mais envolvidas no processo de construção da entidade”. “Ele foi muito importante tanto no desenvolvimento inicial quanto nos acordos junto aos sindicatos, fazendo frente. Infelizmente, perdemos um companheiro que sempre buscou o melhor aos movimentadores. É uma perda irreparável”, lamenta.

Aparecido do Carmo está sendo velado no Cemitério Memorial Alpha Campus, em Jandira, na Grande São Paulo, desde as 8h. O enterro acontecerá às 16h30 no mesmo local.

Para mais informações, leia a nota de falecimento da Central

Veja abaixo depoimentos de outros dirigentes sindicais, representantes dos movimentadores de mercadorias, sobre o companheiro:

Francisco Erivan Pereira, presidente do SINTRAMMAR/SP e secretário da Saúde do Trabalhador da CSB:

“Ele foi uma das vigas mestras da movimentação de mercadorias. Vai dar trabalho escorar essa viga que está faltando. Ele foi um grande companheiro. Aprendi muito com este homem de caráter”.

José Lucas da Silva, presidente da FEINTRAMAG/MS e 1º secretário de Finanças da CSB:

“Com certeza, foi uma das pessoas mais importantes no movimento sindical. As lutas e a grandeza do companheiro vão deixar muito aprendizado para os novos dirigentes que estão vindo aí”.

 Antonio Luiz Roma, presidente da FETRAMMERGS/RS e secretário de Cultura da CSB:

“Esse companheiro foi uma das pilastras fundamentais de sustentação da ideia de luta pela Lei 12.023 e da realização dos Congressos Estaduais. Nós tivemos a honra de conviver com esse grande companheiro. Embora ele fosse um representante da cidade de São Paulo, ele esteve ao lado dos dirigentes de outros estados também”.

Compartilhe!