Central dos Sindicatos Brasileiros

Sintronac pede arresto de bens da Viação Costa Leste

Sintronac pede arresto de bens da Viação Costa Leste

Uma ação na Justiça do Trabalho deverá garantir aos mais de 80 rodoviários da Viação Costa Leste, em Maricá, o pagamento de seus direitos previstos na CLT, inclusive os salários, atrasados há dois meses. A medida judicial também pede o arresto de bens da empresa em caso de não cumprimento dos contratos de trabalho.

A empresa, cujos ônibus não estão circulando desde o último dia 13 e, por isso, teve todas suas linhas naquele município cobertas pelos chamados Vermelhinhos, da autarquia municipal EPT, está em um momento econômico crítico e corre o risco de decretar falência.

Movida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), a ação deverá ser julgada nos próximos dias. Nesta terça-feira (18/04), diretores do sindicato estiveram na sede da empresa para saber, dos rodoviários, a real situação da Costa Leste. O quadro encontrado é caótico: veículos sucateados, sem manutenção adequada, salários atrasados, não cumprimento do aumento salarial previsto em acordo coletivo e não pagamento de férias, entre outras irregularidades.

“O quadro é grave e acionamos a Justiça para que os trabalhadores tenham seus direitos garantidos, nem que para isso tenhamos que arrestar os bens da empresa e de seus proprietários. Os rodoviários não podem pagar essa conta, não podem ficar abandonados, tendo seus filhos para sustentar”, afirma Rubens dos Santos Oliveira, presidente do Sintronac.

Os diretores do Sintronac, nesta terça-feira, inclusive, conferiram toda a documentação dos rodoviários da Costa Leste e começaram a fazer os cálculos do que a empresa deve a eles e também das indenizações a que terão direito, em caso de falência da viação.

Fonte: José Messias – Imprensa SINTRONAC

 

 

Compartilhe!