Central dos Sindicatos Brasileiros

Em plenária, servidores públicos do Maranhão aprovam greve

Em plenária, servidores públicos do Maranhão aprovam greve

Reunião unificada confirmou também mais quatro atos para julho e agosto

Centrais sindicais e sindicatos de diversas categorias de servidores públicos do estado do Maranhão realizaram na noite da última quinta-feira (21), na Associação Comercial de São Luís (MA), uma plenária unificada, que aconteceu devido à falta de diálogo do governo estadual em relação à reposição salarial dos servidores públicos, pelas repetidas decisões do Tribunal de Justiça em decretar greves de sindicatos como ilegais e pelos cortes de pontos dos servidores da Assembleia estadual.

Dentro do evento, que contou com a presença de aproximadamente 50 dirigentes sindicais, foram aprovados indicativos de greve geral e outros quatro atos para os meses de julho e agosto. Haverá duas panfletagens, uma na próxima quinta-feira (28), em frente ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), outra no dia 02 de agosto, em frente à Assembleia Legislativa.

“A panfletagem do dia 28 acontece devido à audiência com alguns sindicatos penalizados pela decretação de greve ilegal.  Vamos panfletar uma carta do ato público, que nós estamos divulgando nas redes”, falou o 2º secretário dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Cooperativismo e Presidente do Sindicato dos Técnicos Agrícolas do Estado do Maranhão (SINTAEMA/MA), Wennder Robert Rocha de Sousa.

Uma outra grande plenária foi marcada para o dia 13 de agosto, com o objetivo de fortalecer a categoria e unificar os sindicatos, além de traçar estratégias para uma possível greve no dia 24 do mesmo mês. “Se até o dia 24 não houver nenhuma resposta do governo, vamos fazer uma grande mobilização estadual”, completou o dirigente.

Além desses quatro atos, foi decidido que os sindicatos continuarão fazendo as manifestações nos locais onde houver ato público do governo e também continuarão as divulgações nas redes sociais, na imprensa e a convocação aos sindicatos.

“Esse chamamento é para que esses sindicatos se façam presentes nas movimentações e  nas atividades, principalmente na próxima plenária”, finalizou Sousa.  

São mais de 110 mil servidores do legislativo, executivo e judiciário do estado do Maranhão reivindicando 10,57% de reposição. 

Compartilhe!