Central dos Sindicatos Brasileiros

CSB se reúne com secretário de Relações Institucionais da Bahia para debater sua atuação no Estado

CSB se reúne com secretário de Relações Institucionais da Bahia para debater sua atuação no Estado

Entidade reiterou que participará dos conselhos tripartites e das políticas sociais de inclusão do governo que protejam os trabalhadores

Dirigentes da CSB se reuniram ontem, 7 de maio, com o secretário de Relações Institucionais da Bahia, Josias Gomes, para apresentar a Central e se colocar à disposição do governo para contribuir com a criação e implantação de ações que beneficiem os trabalhadores. A delegação da Entidade foi recebida pelo secretário a pedido do governador Rui Costa (PT).

O presidente Antonio Neto fez uma apresentação institucional da Central e mostrou a força e a representatividade da CSB pelo Brasil. Além disso, debateu com o secretário de que maneira a Entidade pode contribuir com as políticas sociais, trabalhistas e de desenvolvimento do governo da Bahia.

Durante o encontro, foi feita uma análise do atual cenário político nacional. Neto expôs o caráter nocivo das Medidas Provisórias 664 e 665 para os trabalhadores e de como a CSB tem se mobilizado em Brasília e por todo o Brasil para impedir o corte de diretos. “Temos trabalhado incansavelmente contra essas MPs junto à nossa base, nossos dirigentes e com os parlamentares no Congresso Nacional”, disse o dirigente.

De acordo com Antonio Neto, a Central já trabalha no projeto de desenvolvimento e inclusão social do governo do Estado, mas não se submeterá a nenhum tipo de medida e ajuste que sejam maléficos para os trabalhadores e que retirem direitos já conquistados.

“A CSB é uma central movida pelos princípios do trabalhismo, e lutaremos sempre contra qualquer tentativa de macular direitos do trabalhador”, pontuou.

Josias Gomes se mostrou lisonjeado com a iniciativa de apoio da Central, e indicará aos representantes da Entidade na Bahia os conselhos tripartites que debaterão assuntos de interesse trabalhista, além das atividades que necessitem do apoio e da participação dos trabalhadores.

Compartilhe!